Teatro Coliseo

Este tradicional e antigo teatro argentino, com capacidade para 1.700 pessoas, se encontra no bairro de Retiro em frente a Praça Libertad.

O famoso Teatro Coliseo de Buenos Aires tem como selo diferencial um amplo poço de orquestra que o torna apto para apresentações de óperas. Em seus palcos se apresentaram grandes ícones do teatro e da música argentina, como Les Luthiers, Serú Girán e Sui Géneris.

Sua história

O Coliseo, como muitos teatros da cidade, tem uma longa história de transformações e de adaptações sucessivas.

No começo do século XX, em seus cenários se apresentavam espetáculos de circo. O Teatro Circo Coliseo Argentino, foi destacado por sua original e extraordinário estrutura nas maiores publicações de arquitetura da época.

Por mais que sua acústica não era a melhor para um teatro de ópera, as circunstâncias e a ascensão do gênero logo levaram a essa atividade, o transformando, a partir do ano de 1907 no Teatro Coliseo, um dos teatros líricos mais importantes da cidade, onde óperas e operetas eram apresentadas, e o tornando um dos rivais do Teatro Colón. Em 1907 se apresentou a primeira ópera: "Tosca" com Emma Carelli e Giovanni Zenatello.

No ano de 1937, o Governo italiano adquiriu o edifício com o propósito de fazer ali o Consulado Geral da Itália e a Casa da Itália. A obra para a construção desta respectiva Casa e auditório foi encomendada ao arquiteto José Molinari e começou no ano de 1942. Se estabeleceu a demolição completa do antigo edifício, do qual somente foram conservados os pilares para a  construção de um novo prédio de 9 andares, feito pela empresa Buldrini & Marsilli. O Consulado Geral da Itália se instalou ali no ano de 1944.

Por causa das dificuldades econômicas, efeito do pós-guerra, a obra sofreu muitas interrupções. Foi somente no ano de 1959, graças à novas contribuições econômicas do estado italiano e de algumas empresas italianas presentes na Argentina, foi possível finalizar a construção do teatro.  

No ano de 1961, foi inaugurado o Teatro Coliseo com sua estrutura atual, obra do arquiteto Mario Bigongiari, em colaboração com os arquitetos e engenheiros Mauricio Mazzocchi, Luis Morea, Alberto Morea e Federico Malvarez.

No final da década de 1960 a empresa discográfica independente Mandioca organizou ali um dos primeiros recitais com o nome de "Beat Baires", que se realizavam aos domingos de manhã, com a apresentação dos grupos que fundaram o "rock nacional" como Almendra, Manal, Vox Dei e Arco Iris. Ali o grupo Almendra estreou no dia 22 de junho de 1969, a canção "Muchacha (ojos de papel)" (Garota olhos de papel), uma das músicas mais destacadas da história do rock nacional.

O Coliseo e a rádio

No dia 27 de agosto de 1920, no terraço do Teatro Coliseo, o Dr. Telémaco Susini realizou a primeira transmissão de rádio da história musical argentina: a Ópera Parsifal de R. Wagner, interpretada pela soprano argentina Sara César, na cidade de Buenos Aires. Por este marco, no dia 27 de agosto se celebra "o dia mundial da rádio".

 
 

ALVEAR, MARCELO T. De 1125

4814 3056

info@teatrocoliseo.org.ar

teatrocoliseo.org.ar

Ciudad Cultural Konex

É um referencial da atividade cultural alternativa...

La Trastienda

É ideal para desfrutar de boa música, pois sua acústica é excelente.

Luisa Vehil

Nasceu em 1993 com a intenção de refletir os bairros Balvanera e Almagro e sua história.

Luna Park

É um dos principais centros de boxe argentino.

Metropolitan Citi

É um dos teatros tradicionais da Avenida Corrientes.

Multiteatro

Esta sala nasceu como cine em 1914 e em 1922 foi consagrada ao gênero teatral...

ND Ateneo

Está localizado a poucos metros da Avenida 9 de Julio.

Paseo La Plaza

Guarda muito do encanto do antigo perfeitamente combinado com o novo.

Petit Tabarís

É um clássico teatro de revista com fachada envidraçada.

Teatro Apolo

Nasceu em 1886 e é um dos mais antigos da cidade.

Teatro Astral

Sua programação é dinâmica e sempre repleta de novidades musicais.

Teatro Avenida

Foi inaugurado em 1908 e foi tradicional sede de companhias espanholas.