¿Qué requisitos de ingreso debés cumplir para poder visitarnos?

¿Cómo está funcionando la ciudad y cuáles son las actividades disponibles a partir de las medidas vigentes?

¿Qué hacer y dónde acudir si tenés síntomas o sos contacto estrecho?



Teatro Colón

É considerado como um dos teatros líricos mais importantes do mundo.

Você também o encontrará em:

O Teatro Colón é uma das atrações imperdíveis do mundo lírico, está na mesma altura do La Scala de Milão, da Ópera Garnier de Paris e da Royal Opera House de Londres.
 
Desde sua primeira apresentação no dia 25 de maio de 1908, na qual a ópera Aída de Giuseppe Verdi foi apresentada, os diretores, cantores e dançarinos mais importantes da história passaram por seu palco, como: Igor Stravinsky, Herbert von Karajan, Daniel Barenboim, Maria Callas, Luciano Pavarotti, Plácido Domingo, Rudolf Nureyev, Julio Bocca e Maximiliano Guerra.
 
Sua construção, que durou quase 20 anos e envolveu 1.500 pessoas, é obra dos arquitetos Francesco Tamburini, Víctor Meano e Jules Dormal. Segundo os grandes maestros da orquestra, o Cólon é um dos melhores teatros do gênero. A sala de ferraduras gera uma distribuição perfeita do som e os três andares de platéia projetadas com materiais macios - tecidos, madeira, tapetes - atingem ótima absorção. Materiais duros como mármore e bronze foram usados nos pisos superiores para melhorar o reflexo das ondas. Sua cúpula foi feita pelo pintor argentino Raúl Soldi que levou 41 dias para completá-la. 
 
Em 2008, o Governo da Cidade iniciou uma reforma completa, a fim de restaurar todo o seu esplendor e, ao mesmo tempo, implementar os mais importantes avanços tecnológicos. Este trabalho permitiu a reabertura do Teatro para o bicentenário da Nação, em 2010. Atualmente, o prédio do Teatro também abriga diferentes oficinas onde são realizadas as produções de seus espetáculos, bem como o Instituto Superior de Arte, reconhecido no mundo inteiro e onde os futuros cantores e dançarinos líricos são formados, como Julio Bocca e Maximiliano Guerra.
 
 

Video 360º

 
 

Curiosidades

Uma das anedotas mais lembradas da história do Teatro Colón foi estrelada pelo diretor temperamental Arturo Toscanini, que em 1912 decidiu se retirar de um ensaio, enojado com a maneira como um clarinetista tocava. Como não havia outro instrumentista de clarinete baixo em Buenos Aires, as autoridades do teatro tiveram que convencer o professor a rever sua decisão. Por fim, Toscanini cedeu, mas quem não quis tocar foi o clarinetista ofendido.
 
O arquiteto italiano Francesco Tamburini projetou o Colón, mas morreu antes do início das obras. Ele foi sucedido por seu compatriota Víctor Meano, que também morreu antes da inauguração. Além de compartilhar o país de origem e o infortúnio de não poder concluir seu trabalho, eles tinham algo em comum: ambos morreram aos 44 anos. Muitas pessoas falaram sobre "a maldição do Colón".
 

CERRITO 618

4378 7100

info@teatrocolon.org.ar

teatrocolon.org.ar