Barco Museu Corveta Uruguay

É a nave argentina mais antiga que ainda se mantém flutuando

GORRITI JUANA MANUELA 600

Museus, Museus das forças armadas e de segurança,

A Corveta Uruguay é a nave argentina mais antiga que ainda se mantém flutuando. Foi construída na Inglaterra em 1874, com casco de aço revestido de madeira. Entre 1877 e 1880 foi navio escola da Armada Argentina. Nele se formaram as três primeiras turmas da Escola Naval criada por Domingo Faustino Sarmiento. Integrou a expedição do Comodoro Py, que reafirmou a soberania argentina na Patagônia.

Sua façanha, de renome mundial, ocorreu em 1903, quando sob as ordens do capitão Julián Irízar e enfrentando terríveis temporais, resgatou os integrantes da expedição sueca liderada por Otto Nordenskjöld, cujo navio, o "Antartic", havia naufragado nas geleiras do Polo Sul. Cumpriu funções científicas, de transporte e apoio em várias missões de observação e estudo nas costas do Sul Argentino. Em 1960 foi destinada a museu e anos mais tarde foi declarada Monumento Histórico Nacional.