A partir do 20 de Março do 2020 e pelo Decreto 297/20 todo o pais ingreso num período de

isolamento social, preventivo e obrigatório.

¿Qué significa?

Você não pode sair da casa ou alojamento na cidade apenas para se fornecer dos artigos

essenciais como alimentos, artigos de limpeza e medicamentos.

Se você não cumpre as normas, comete um delito.


No caso de ter viajado para um pais onde o virus circula ou tiveste contato com

pessoa doente, você deve ficar por 14 dias isolado.

Se você tambem tiver algum dos sintomas, ligue gratis à 107.


Para mais informações, por favor envie um e-mail para turismo@buenosaires.gob.ar

Bar El Estaño

Este é um café e restaurante do bairro de La Boca desde 1880.

Café e restaurante do bairro de La Boca desde 1880, ocupa o térreo de um edifício de dois andares na esquina das Ruas Aristóbulo del Valle e Hernandarias. Antes era a cantina Estrella del Sud, concorrida pelos trabalhadores portuários e pedreiros provenientes da “Casa Amarilla”. Conta-se que pouco tempo depois de inaugurado, o ex-presidente Domingo Faustino Sarmiento passou várias vezes pelo local, porque muito perto dali costumava visitar a uma de suas últimas namoradas.

Em 1939, o imigrante espanhol Manuel López e sua esposa Teresa Vicenta Novaro se instalaram no bairro de La Boca e se encarregaram do comércio. Começou a funcionar como armazém com venda de bebidas. Foi rebatizado de Don Lorenzo, local que junto com dona Vicenta passaram a fazer parte da vida cotidiana do bairro.

Por estes anos, a freguesia do local recebia diversos ícones argentinos. Entre eles, Segundo David Peralta, mais conhecido como o “Mate Cocido” ou o “bandido dos pobres”; o famoso “Charro” Moreno; os irmãos Prieto e Jorge E. Villarino, conhecido como o “rei da fuga”; entre outros.

Em 1976, Daniel Lorenzo López Novaro, filho dos antigos donos, passou a administrar o café. A partir de então, passou a se chamar “El Estaño 1880”. Um magnífico quadro de 3,50 metros, talvez o único nessas dimensões que ainda existe em Buenos Aires, preside o salão, ao redor de uma bela ambientação original.

Em seu salão foram filmados cenas de alguns filmes, entre eles: “Evita, Quien Quiere Oír Que Oiga” de Eduardo Mignogna, com Flavia Palmiero; “Eva Perón” de Juan Carlos Desanzo, protagonizada por Esther Goris e Víctor Laplace e; “El Sueño de los Héroes” de Sergio Renán. Além disso, diversas publicidades e cenas para série televisiva de Pepe Carvalho.

Em 21 de maio de 2009, a Sra. Alejandra Lorenzo se encarregou do local, realizando um magnífico trabalho de restauração de todas as instalações. O grande Benito Quinquela Martín, o pintor Eduardo Alonso Casellas (1917-2005), o escritor Rubén Rodríguez Ponziolo e o poeta Héctor Miguel Ángeli (1930), autor de “Voces del primer reloj” (Vozes do primeiro relógio), destacam-se entre os moradores que o frequentaram. O grande Beto Márcico aparece no Ferro, Toulouse e Boca, os escultores Leo Vinci e Marina Dogliotti, o ator Alberto de Mendoza, recordado protagonista do filme “El Jefe” (O Chefe de 1958) de Fernando Ayala e do êxito televisivo “El Rafa” (O Rafa de 1980), o escritor Martín Caparrós, e algumas vezes o importante Astor Piazzolla, também se aderiram à parceria do El Estaño, como continuam fazendo Martín Palermo, o maior goleador histórico do time de Boca Juniors e sua família.

Percorra pelo bairro de La Boca.

 

 

VALLE, ARISTOBULO DEL 1100

El Mirasol de Boedo

Um histórico restaurante que abriu filiais em outros bairros.

El Palacio de la Pizza

Esta pizzaria reflete a época de ouro de Buenos Aires.

El Preferido de Palermo

El Querandí

É um velho casarão de 1920 situado no recanto histórico da cidade...

El Trebol

Tem um forno à lenha do começo do século passado.

Esquina Anibal Troilo

Foi restaurado mantendo a mística de sempre.

Estilo Campo

Para se sentir em uma fazenda com vista ao rio.

Ferreiro

Primeiro foi um casarão de despacho de bebidas e depois pizzaria.

Festival

Além de bar é um espaço cultural.

Filo

Uma das pizzarias italianas pioneiras em Buenos Aires.

Gran Pizzería José

Primeiro foi um pequeno local e depois se transformou em uma grande pizzaria

Grappa

Uma ampla esquina de Palermo com mesas para se sentar fora.