Rosedal de Palermo

Possui uma coleção de mais de 18.000 rosas rodeadas por um lago, numa paisagem especial.

Dentro do Parque 3 de Febrero, em Palermo, está o Rosedal, com uma coleção de mais de 18.000 rosas e um lago que ao redor. Ocupa o espaço que pertencia à chácara de Juan Manuel de Rosas, até que foi foi derrotado no dia 3 de fevereiro de 1852 na batalha de Caseros. Començou com uma obra do paisagista Carlos Thays, o mesmo que construiu o Jardim Botânico, o Parque Avellaneda e o Parque Lezama, entre outros, e terminou com seu discípulo Benito Carrasco, em 1914.

Todos os meses de julho, quando começa a época da poda, os moradores e os turistas reebem flroes dos jardineiros que cuidam os canteiros a partir dos quais podem ser reproduzidas novas espécies. De esta forma, no inverno os roseirais florescen sãos e fortes, alcançando seu desenvolvimento máximo em outubro.

Em 2012, o Rosedal de Palermo festejou seu centenário (1914-2014) e foi reconhecido com o prêmio internacional "Garden Excellence Award" (Jardim de Excelência). Este prêmio é outorgado anualmente pela Federação Mundial das Sociedades de Rosas (WFRS, sigla em inglês).

Nos seus 3,4 hectares estão a Ponte Grega que atravessa o lago, um anfiteatro, o Pátio Andaluz e o Jardim dos Poetas, com 26 bustos que relembram personagems célebres como Alfonsina Storni, Dante Alighieri, William Shakespeare e Jorge Luis Borges, entre outros.