Manzana de las Luces

Um dos principais complexos históricos da cidade.

PERU 272

A Manzana de las Luces é um dos principais complexos históricos de Buenos Aires e abriga várias das construções mais antigas, como a Igreja de San Ignacio, a mais antiga ainda preservada, obra dos jesuítas que tinham se instalado ali.

Este solar foi identificado pela primeira vez como Manzana de las Luces, em um artigo do periódico "El Argos" em 1821, no qual eram mencionadas as instituições de irradiação cultural que funcionavam ali, como o Colégio de San Ignacio; chamado após de San Carlos e hoje Colégio Nacional de Buenos Aires, uma das duas escolas mais prestigiosas, juntamente à Escola Carlos Pellegrini, assim como o antigo edifício da Universidade de Buenos Aires. Também foi sede do primeiro teatro, conhecido como a “Ranchería”, o qual se encontrava onde hoje está o monumento a Julio Argentino Roca, do primeiro museu da cidade, da Real Imprenta de Niños Expósitos, a primeira que funcionou em Buenos Aires e que foi trazida de Córdoba e da Biblioteca Nacional.

Por baixo da Manzana de las Luces correm alguns dos túneis construídos na época colonial, utilizados para a defesa e o contrabando. Como se fosse uma viagem no tempo, quem percorre a Manzana de las Luces poderá ter uma melhor idéia de como era Buenos Aires antes da Independência: A Igreja de San Ignacio, a Procuraduría de las Misiones, a Sala de Representantes e os túneis do século XVII.