Avenida Alvear e Hotel Alvear

A Avenida Alvear, talvez, a mais requintada da Cidade, foi traçada em 1885.

Você também o encontrará em:

A Avenida Alvear, talvez a mais requintada da Cidade, foi traçada em 1885, por iniciativa do Prefeito Torcuato de Alvear. Originalmente se chamava Bella Vista, mas foi logo batizada em homenagem ao pai do funcionário Carlos María de Alvear, homem de atuação destacada na Argentina. A avenida nasce na pracinha Carlos Pellegrini e termina em frente ao monumento a Torcuato de Alvear. Esta obra de Juan Lauer, inaugurada em 1900, está composta por uma coluna de mármore de estilo dórico, coroada por uma figura alada que representa a Glória. Na parte média, sobre o fuste, está o busto do primeiro prefeito de Buenos Aires e na base há três baixos relevos que representam os fatos centrais de sua atuação como precursor do desenvolvimento urbanístico de Buenos Aires.

Uma série de residências aristocráticas estão na Avenida Alvear: o Palácio Pereda, hoje residência do Embaixador do Brasil; o Palácio Ortiz Basualdo, que abriga a Embaixada da França; a mansão de Concepción Unzué de Casares, sede do Jockey Club; o Palácio Álzaga Unzué; o Four Seasons Hotel; e a residência Duhau onde está o Park Hyatt Hotel. Estas construções refletem a influência do academicismo francês e conferem à avenida um ar parisiense.

Na Av. Alvear esquina com a Rua Ayacucho está o sofisticado Alvear Palace Hotel, obra dos arquitetos Valentín Brodski e dos engenheiros Escudero e Ortúzar, com documentação trazida de Paris. Inaugurado em 1932, o hotel conta com apartamentos decorados em diversos estilos, um luxuoso salão no último andar e amplos terraços dos quais se pode apreciar o Rio da Prata. Ao longo de suas quase oito décadas de história, o Alvear hospedou imperadores, reis, presidentes e renomados artistas mundiais.