A partir do 20 de Março do 2020 e pelo Decreto 297/20 todo o pais ingreso num período de

isolamento social, preventivo e obrigatório.

¿Qué significa?

Você não pode sair da casa ou alojamento na cidade apenas para se fornecer dos artigos

essenciais como alimentos, artigos de limpeza e medicamentos.

Se você não cumpre as normas, comete um delito.


No caso de ter viajado para um pais onde o virus circula ou tiveste contato com

pessoa doente, você deve ficar por 14 dias isolado.

Se você tambem tiver algum dos sintomas, ligue gratis à 107.


Para mais informações, por favor envie um e-mail para turismo@buenosaires.gob.ar

Turismo Acessível
Conheça o guia, os mapas táteis e o manual de boas práticas.

Guia de Turismo Acessível 2018/19

O Guia de Turismo Acessível 2018/2019 inclui as principais atrações turística acessíveis para que as pessoas com algum tipo de deficiência possa aproveitar as cidades de Buenos Aires, La Plata, Bahía Blanca e Mar del Plata. Com o objetivo de promover a integração do turista ao entorno e melhorar a experiência daqueles que visitam essas cidades, destaca os diferentes níveis de acessibilidade de cada atrativo turístico.

Foi realizada pelo Ente de Turismo da Cidade de Buenos Aires, a Comissão para a Plena Participação e Inclusão das Pessoas com deficiências do Governo da Cidade (COPIDIS) e a Província de Buenos Aires.

Consulte!

Você também pode acessar este guia em Língua de Sinais Argentina (LSA) e em formato de auto-descrição.

Mapas táteis

Você pode conhecer as novas maquetes táteis nos centros de atenção ao turista de Palermo e Recoleta (Os mapas se encontram em manutenção até março 2020). Também as do Museu da Casa Rosada, realizada em 3D. São planos táteis cujo público principal são as pessoas com deficiência visual e sua principal função é orientar rapidamente os usuários mediante técnicas de representação gráfica em três dimensões. O relevo de superfícies específicas, o sistema Braille e o estudo das cores, contrastes e texturas, são as chaves do sucesso destas maquetes. Desta forma, o usuário com deficiência visual pode imaginar o espectro espacial por onde se moverá.

Manual de boas práticas

Este pequeno guia prático está desenhado como uma ferramenta para conscientizar e capacitar os atores que trabalham de maneira direta ou indireta na atividade turística. Seu fim é promover a inclusão das pessoas com deficiência, para que possam aproveitar qualquer experiência turística com autonomia.

Prestadores distintos em Acessibilidade

Apresentamos aquelas organizações turísticas da Cidade Autônoma de Buenos Aires que apostaram na cultura da acessibilidade.