A partir do 20 de Março do 2020 e pelo Decreto 297/20 todo o pais ingreso num período de

isolamento social, preventivo e obrigatório.

¿Qué significa?

Você não pode sair da casa ou alojamento na cidade apenas para se fornecer dos artigos

essenciais como alimentos, artigos de limpeza e medicamentos.

Se você não cumpre as normas, comete um delito.


No caso de ter viajado para um pais onde o virus circula ou tiveste contato com

pessoa doente, você deve ficar por 14 dias isolado.

Se você tambem tiver algum dos sintomas, ligue gratis à 107.


Para mais informações, por favor envie um e-mail para turismo@buenosaires.gob.ar

Polos gastronômicos
Existe uma grande variedade de restaurantes e pratos.

Os bairros de San Telmo, Puerto Madero, Palermo e a zona de Las Cañitas são os lugares de maior preferência dos portenhos e turistas na hora de comer. Na Cidade de Buenos Aires existe uma grande variedade de restaurantes e pratos de diferentes cozinhas do mundo. Atualmente o turista, de acordo com seu paladar e orçamento, pode optar pela alta cozinha francesa clássica, cozinha espanhola de vanguarda, notáveis restaurantes de cozinha regional italiana, restaurantes árabes, chineses, japoneses, alemães e muito mais.

Além disso, há restaurantes a portas fechadas, buffets livres, "parrillas" de todos os tipos, restaurantes vegetarianos, pizzarias, restaurantes para comer à la carte ou com um cardápio de degustação; em poucas palavras, uma grande quantidade de opções que se ajustam ao gosto e ao bolso de qualquer visitante.

Apresentamos os corredores e as zonas gastronômicas mais destacadas da cidade:

Palermo

Uma parte do extenso bairro Palermo se transformou no polo gastronômico mais ativo da Cidade de Buenos Aires. O que hoje se chama Palermo Hollywood, delimitado pela Avenida Av. Juan B. Justo, Rua Dorrego, Av. Santa Fe e Av. Córdoba, durante décadas esteve reservado quase exclusivamente a residências de famílias de classe média e oficinas de automóveis. Depois da chegada das produtoras e canais de televisão, recebeu o nome que tem atualmente. A partir daí também começou um novo fenômeno, o gastronômico.

Poucos anos antes, em uma área próxima, do outro lado da Av.Juan B. Justo, surgiu o que hoje se chama Palermo Soho, delimitado pelas Avenidas Scalabrini Ortiz, Córdoba, Juan B. Justo e Santa Fe. O nome, que lembra ao bairro Soho das cidades de Nova Iorque e Londres, deu-se por sua orientação ao design e à moda. Também há muitos restaurantes na zona.

Las Cañitas

No começo da década de 1990, sob a Rua Báez e as ruas ao redor, no bairro de Palermo, souberam reunir uma série de restaurantes que materializaram um forte polo gastronômico que ainda existe. O fato de estar em uma zona residencial perto dos campos de polo de Palermo é um atrativo adicional. O recém redesenho das redondezas e calçadas realizadas pelo Governo da Cidade de Buenos Aires facilitaram muito a circulação pela zona.

Puerto Madero

As antigas docas do porto de Buenos Aires, criado em 1900 seguindo o modelo inglês, saíram do abandono e do esquecimento para se converterem em um centro residencial e gastronômico. Os desenvolvedores imobiliários aproveitaram os amplos espaços de Puerto Madero, a interessante arquitetura preexistente, a localização central e a paisagem valorizada para estabelecer moradias e interessantes restaurantes que vale a pena serem visitados.

Recoleta

Recoleta é o primeiro e o mais velho dos polos gastronômicos de Buenos Aires. Sua glória aconteceu durante a década de 1970, e por mais que sua fisionomia culinária variou e surgiram competidores, ainda se mantém instituições como La Biela, muito frequentada por turistas de todas as nacionalidades.

San Telmo

É um dos bairros mais antigos de Buenos Aires e houve um momento que também foi aristocrático. Basta percorrer suas ruas para usufruir do antigo esplendor de suas construções. Tudo mudou em 1871, com a epidemia da febre amarela que fez com que as famílias mais abastadas se mudassem para o norte da Cidade. Depois de várias décadas de esquecimento, San Telmo recuperou boa parte de seu antigo esplendor. Aqui se encontram o refinamento e a boemia que Palermo perdeu junto a esse buquê decadente que o deixa mais atrativo aos olhos dos turistas europeus. O bairro está revivendo um “boom” imobiliário e os restaurantes não estão alheios a esse sucesso. Atualmente há uns 150 restaurantes, vários deles interessantes e que merecem uma visita.

Conheça...

Guias gastronômicos

Estes são os guias gastronômicos mais conhecidos pelos usuários:

"O Governo da Cidade de Buenos Aires e o Ente de Turismo da Cidade não se responsabilizam pelo conteúdo ou pela informação das páginas web indicadas."