A partir do 20 de Março do 2020 e pelo Decreto 297/20 todo o pais ingreso num período de

isolamento social, preventivo e obrigatório.

¿Qué significa?

Você não pode sair da casa ou alojamento na cidade apenas para se fornecer dos artigos

essenciais como alimentos, artigos de limpeza e medicamentos.

Se você não cumpre as normas, comete um delito.


No caso de ter viajado para um pais onde o virus circula ou tiveste contato com

pessoa doente, você deve ficar por 14 dias isolado.

Se você tambem tiver algum dos sintomas, ligue gratis à 107.


Para mais informações, por favor envie um e-mail para turismo@buenosaires.gob.ar

Passeio dos artistas na Av. Corrientes
Conheça os personagens famosos que marcaram a história da Av. Corrientes.

Av. Corrientes é a Avenida tradicional dos artistas portenhos. Os espetáculos de teatro, as luzes e as figuras nas marquises caracterizan uma artéria pela qual passam milhares de pessoas as 24 horas do dia.

Seis esculturas em plena rua mantém vigentes personagens queridos pelos da cidade. Os turistas fazem fila, fotografam e por alguns momentos sentem que aqueles heróis que marcaram a cultura argentina estão realmente ali. Conheça a história de cada um deles, sem pressa!

Minguito

Entre as décadas de 60 e 80, Minguito Tinguitella foi um personagem que representó o homem do povo. A estátua é uma homenagem ao personagem interpretado pelo humorista Juan Carlos Altavista e está na Av. Corrientes, na porta do teatro Presidente Alvear.

Tato Bores

A impactante escultura está na Av. Corrientes e lembra o genial humorista que, com seu característico smoking,  peruca, óculos e patins divertia toda a família pela televisão. Foi um dos mais destacados humoristas políticos do país, papel que exerceu com ironia, crítica e sagacidade que lhe permitiram trabalhar inclusive nos momentos em que a liberdade de expressão estava proibida pelos governos militares.

Borges y Álvarez

As esculturas que recordam a Alberto Olmedo e Javier Portales estão na esquina da Av. Corrientes com a Rua Uruguay. Sentados em um sofá, recriam a Borges e Álvarez, os personagens que fizeram rir a milhões na televisão dos anos 80.

Don Mateo

Bem pertinho de Olmedo e Portales está outro dos grandes que fizeram rir aos argentinos. Jorge Porcel está imortalizado em uma escultura que recorda seu personagem televisivo, o cabeleireiro Don Mateo, uma mirada de costume cuja graça ficou no imaginário de muitos.

Sandro

Sua figura se encontra na porta do teatro Gran Rex, também na Av. Corrientes, e recebe ao público em cada espetáculo. O autor de “Rosa, rosa” é cumprimentado por milhares de pessoas todas as semanas.

Juan Carlos Calabró

A obra, criada pelo artista plástico Fernando Pugliese, foi instalada na calçada da Av. Corriente, perto da entrada ao complexo Multiteatro.