A partir do 20 de Março do 2020 e pelo Decreto 297/20 todo o pais ingreso num período de

isolamento social, preventivo e obrigatório.

¿Qué significa?

Você não pode sair da casa ou alojamento na cidade apenas para se fornecer dos artigos

essenciais como alimentos, artigos de limpeza e medicamentos.

Se você não cumpre as normas, comete um delito.


No caso de ter viajado para um pais onde o virus circula ou tiveste contato com

pessoa doente, você deve ficar por 14 dias isolado.

Se você tambem tiver algum dos sintomas, ligue gratis à 107.


Para mais informações, por favor envie um e-mail para turismo@buenosaires.gob.ar

Evita
Reconhecida no mundo todo por sua luta pelos direitos da mulher e ajuda social aos mais necessitados.

A mulher que teve a maior transcendência a nível político na história da Argentina nasceu na localidade de Los Toldos, a 300 quilômetros ao oeste de Buenos Aires. Casada com o Presidente Juan Domingo Perón, é reconhecida no mundo todo por sua luta pelos direitos da mulher, como o voto feminino, ou a pátria potestade compartilhada e pelos seus programas de ajuda social aos mais necessitados.

O percurso para conhecer os lugares por onde transitou Evita em Buenos Aires começa na Estação ferroviária do Retiro, lugar onde chegou aos 15 anos desde sua cidade natal. Continua pela Plaza de Mayo, centro do poder político do país. Vizinho à praça se encontra o Palácio da Legislatura, onde se encontravam os escritórios da Evita quando no edifício funcionava a Fundação Eva Perón de assistência aos necessitados.

Outra vizinha e a próxima parada do circuito é a Avenida de Mayo . Na sede do Sindicato Gastronômico (UTHGRA), que se encontra no número 930 desta popular artéria, existe uma coleção permanente de objetos e imagens da Evita, conhecida como “El Museo del Pueblo (O Museu do Povo)”. A poucas quadras dali, na Avenida 9 de Julio esquina Moreno, ergue-se o edifício do atual Ministerio de Desarrollo Social, reconhecível por dois imensos murais de Eva nos seus lados norte e sul. De um palco montado ao lado deste edifício, Evita realizou seu célebre discurso em 1951 onde renunciava a sua candidatura à vice-presidência da Nação, compartilhando a fórmula com Juan Domingo Perón.

Dali é conveniente se dirigir até às Avenidas Paseo Colón esq. Independência, para conhecer o edifício da Faculdade de Engenharia, que foi inicialmente construído para sede da Fundação Eva Perón, mas Evita não chegou a inaugurar por seu prematuro falecimento em 1952. Atrás deste edifício, encontra-se a sede da Confederação Geral do Trabalho (CGT), onde o corpo foi parafinado e mantido em exposição até o golpe militar de 1955 que derrocou ao Presidente Perón.

Caminhando pela vizinha Avenida Ingeniero Huergo para o norte se chega ao Luna Park, o célebre estádio coberto da cidade onde Evita e Perón participaram em 1944 de um festival solidário em prol das vítimas do terremoto de San Juan e que é considerado como o ponto de partida de seu relacionamento com Perón. Dali o percurso continua no Cemitério do Recoleta, onde se encontra a abóbada da Família Duarte, túmulo de Evita e lugar de peregrinação de milhares de pessoas todos os anos. Perto dali, ao pé da Biblioteca Nacional, pode-se se visitar a Plaza Evita e o monumento alegórico, obra do escultor argentino Ricardo Gianetti. Finalmente, o percurso chega ao Museu Evita, no bairro Palermo, onde pode ser visitada a exposição de objetos que pertenceram a esta personalidade fundamental da política argentina.