Dia 4 | Uma semana em Buenos Aires
Bairros de Barracas. Caminito e La Boca. San Telmo. Reserva Ecológica e Puerto Madero. Centro Cultural Kirchner.

Manhã

Bem cedinho saímos para a zona sul da cidade. O café da manhã será no La Flor de Barracas (Rua Suárez, 2095), um dos bares notáveis da cidade, aberto desde 1906. A poucos metros vemos a passagem Lanín, facilmente reconhecidas pelas fachadas das casas que estão cobertas por obras do artista plástico Marino Santa María. Caminhamos 15 quarteirões sentido ao Rio Riachuelo e nos deparamos com o maior mural do mundo, o "El Regreso de Quinquela", na esquina das Ruas Lavadero e San Antonio, obra de Alfredo Segatori.

No cruzamento das Ruas Luján e San Antonio pegamos o ônibus da linha 20 para o Caminito, a rua museu emblemática do bairro de La Boca. Antes de caminhar por estas pitorescas ruas, podemos visitar dois museus interessantes: o Museu de Arte Contemporânea da Fundação Proa e o Museu de Belas Artes Quinquela Martín, já falecido artista que caracteriza o bairro. Terminamos a manhã escolhendo entre esporte ou arquitetura. A primeira opção é visitar o Estádio do Boca Juniors e a segunda é a Usina del Arte, um castelo florentino centenário que funciona como centro cultural. 

Meio Dia

Vamos para San Telmo, onde está o Parque Lezama (Av. Paseo Colón esquina com Av. Brasil), um espaço verde de destaque pela cultura popular e pelas esculturas espalhadas pelo parque, além de ser a sede do Museu Histórico Nacional. Próximo à entrada ao museu, no cruzamento da Rua Defensa com a Av. Caseros, há uma ampla oferta gastronômica que merece ser conhecida. Continuando pela Rua Defensa passamos por baixo da autopista e chegamos à Praça Dorrego, coração do bairro e onde acontece a famosa Feira de San Telmo todos os domingos. 

Tarde

Continuamos pela Rua Defensa, entrando à esquerda na Rua Estados Unidos. Caminhamos dez quarteirões e cruzamos o dique de Puerto Madero, chegando na Reserva Ecológica, um paraíso verde no meio da cidade. A entrada está bem na frente da Fuente de las Nereidas, obra da artista Lola Mora.

Depois de descansar, caminhamos à beira do dique. Os antigos diques agora são restaurantes, cada um com seu encanto. Conheceremos o Barco Museu Fragata Sarmiento e o Barco Museu Corveta Uruguay, além de fotografar a Ponte de la Mujer, que simboliza um casal dançando tango. Terminamos no Dique 1, onde vale a pena conhecer a Coleção de Arte de Amalia Lacroze de Fortabat (Rua Olga Cossettini, 141), que inclui obras de Warhol, Berni e Xul Solar, entre outros. 

Noite

Para fechar o dia, nos espera um espetáculo no Centro Cultural Kirchner (CCK), um edifício inaugurado em 2015 onde antes era a Central dos Correios. Com mais de cem mil metros quadrados e uma arquitetura que o coloca entre os atrativos imperdíveis da cidade, nele são realizadas conferências, exposições e shows, além de possuir uma das salas de música mais importantes do mundo, a Baleia Azul, com lugar para 1750 pessoas, além de música de Câmara. Sua estrutura de vidro suspensa lembra uma grande lâmpada. 

Visitas guiadas gratuitas
- Todos os dias acontece a visita guiada de bicicleta pelo bairro de La Boca; são 75 minutos de uma experiência sensorial incrível. Conheça mais sobre o Bike Tour BA organizado pelo Ente de Turismo da Cidade. 
- Todas as terças-feiras acontecem as visitas guiadas por San Telmo organizadas pelo Ente de Turismo da Cidade.
- Todas as quartas-feiras acontecem as visitas guiadas pela Boca organizadas pelo Ente de Turismo da Cidade.
- De terça a quinta você pode conhecer a Reserva Ecológica no carro ecológico. Conheça mais sobre o Eco-Auto.
- Todas as quartas e domingos acontecem os passeios de remo, organizados por el Ente de Turismo da Cidade, para conhecer a cidade através de outra perspectiva.
- Todos os domingos acontecem as visitas a Puerto Madero a pé, mostrando seu passado como antigo porto e o presente como polo gastronômico. 

 

« dia 3 | dia 5 »