A partir do 20 de Março do 2020 e pelo Decreto 297/20 todo o pais ingreso num período de

isolamento social, preventivo e obrigatório.

¿Qué significa?

Você não pode sair da casa ou alojamento na cidade apenas para se fornecer dos artigos

essenciais como alimentos, artigos de limpeza e medicamentos.

Se você não cumpre as normas, comete um delito.


No caso de ter viajado para um pais onde o virus circula ou tiveste contato com

pessoa doente, você deve ficar por 14 dias isolado.

Se você tambem tiver algum dos sintomas, ligue gratis à 107.


Para mais informações, por favor envie um e-mail para turismo@buenosaires.gob.ar

A cidade que vive de noite
A vida noturna em Buenos Aires, reconhecida no mundo inteiro é tão variada como intensa. Venha descobrí-la!

Noites que nunca terminam

Festeiros e dançarinos de plantão, sejam bem-vindos ao seu novo lar. Enquanto muitas cidades se vangloriam de ser “a cidade que nunca dorme”, poucas realmente são semelhantes a cultura portenha. Aqui comemos tarde, dançamos até tarde e dormimos tarde.

Na capital argentina a noite é um novo dia e a cidade se ilumina com centenas de restaurantes e seus milhares balcões e mesas de bares. Você poderá se sentar e comer um saboroso churrasco, assistir um show ao vivo, se aproximar de um café de baile do final do século XIX, dançar em uma milonga ao ritmo do sensual tango e, sobre todas as coisas, aproveitar a excelente coquetelaria dos bares speak easy e dançar ao ritmo que você  goste até que suas pernas lhe peçam descanso.

Ajuste o seu relógio

Não importa a idade que você tenha, em Buenos Aires você terá que se acostumar aos nossos horários. Os bares ficam cheio de vida e de pessoas a partir das 10h da noite; as baladas, nas quais são denominadas de “boliches”, a partir das 2h da manhã. Sim, é uma ótima ideia dormir uma sesta à tarde antes de sair para a noite.

As opções são inacabáveis. Teatros under, cervejarias artesanais, bares sofisticados, música ao vivo, noites de jazz ou, por que não também, eletrônica com DJs internacionais. O único que não é negociável é a abertura para conhecer novas pessoas. É característico nosso, as saídas em grandes grupos e sempre prevalecerá a premissa, “quanto mais, melhor”. Assim que sempre que você possa trazer um amigo e, ainda mais importante, uma garrafa de Fernet embaixo do braço, o licor amargo que os argentinos adoram misturar com coca.

Para onde ir

Palermo é o bairro com o melhor “agito” de bares e baladas, com possibilidades para todo tipo de gostos e interesses. É na Costanera Norte, onde a maioria das baladas grandes se encontram; na Avenida Corrientes está o circuito teatral comercial - um clássico é aproveitar uma obra para depois ir comer uma pizza na Avenida 9 de Julio - e também uma grande quantidade de livrarias. Os fãs do tango poderão presenciar shows nas zonas cêntricas da Cidade e, para os mais ousados, as milongas de San Telmo, Constitución, Palermo e Villa Crespo retratam as pessoas mostrando os seus dotes no gênero 2x4.

Experimente a noite mais longa do mundo em Buenos Aires vendo este vídeo.