A partir do 20 de Março do 2020 e pelo Decreto 297/20 todo o pais ingreso num período de

isolamento social, preventivo e obrigatório.

¿Qué significa?

Você não pode sair da casa ou alojamento na cidade apenas para se fornecer dos artigos

essenciais como alimentos, artigos de limpeza e medicamentos.

Se você não cumpre as normas, comete um delito.


No caso de ter viajado para um pais onde o virus circula ou tiveste contato com

pessoa doente, você deve ficar por 14 dias isolado.

Se você tambem tiver algum dos sintomas, ligue gratis à 107.


Para mais informações, por favor envie um e-mail para turismo@buenosaires.gob.ar

11 lugares icônicos do esporte
Os esportes têm seus cantos prediletos na cidade, venha conhecê-los!

Lugares icônicos

Estádio Boca Juniors (La Bombonera)

O impacto de ver uma partida de futebol que por si só é uma experiência única. Os poucos metros que separam o campo das arquibancadas permitem uma grande proximidade entre os espectadores e o jogo. As canções e as bandeiras acompanham a expressão mais viva da paixão por este esporte. Foi inaugurado em 1940, tem três andares e está em um dos bairros mais turísticos de Buenos Aires.

Mais informações

Estádio River Plate (El Monumental)

O campo, localizado no limite entre os bairros de Belgrano e Núñez, foi inaugurado em 1938 e sua última reforma e ampliação aconteceu em 1978, quando a Argentina foi sede da Copa do Mundo e ganhou o seu primeiro título mundial. O clube se originou no bairro de La Boca, mas logo após a sua fundação perdeu um jogo para o seu vizinho e decidiu se mudar. Desde este momento conserva a rivalidade com o Boca Juniors.

Mais informações

Campo Argentino de Polo

Em uma das regiões mais distintas do bairro de Palermo se encontra este imponente estádio. Não é por casualidade que o chamem de “La Catedral”. Aqui os torneios mais importantes são jogados, como o Campeonato Argentino Aberto e também acontecem jogos de Pato, o esporte nacional da Argentina. 

Mais informações

Hipódromo Argentino de Palermo

Em 1876 o primeiro centro hípico formal de Buenos Aires foi fundado e gerou uma revolução na cidade. Os bondes e os trens não eram suficientes para a quantidade de público interessado. A porta de entrada de estilo francês pertence a um dos lugares mais importantes do esporte. Aqui, o mítico cantor de tangos, Carlos Gardel costumava frequentar entre os anos de 1920 e 1930.

Mais informações

Buenos Aires Lawn Tennis

Fundado em 1892, durante muito tempo foi a sede principal para os torneios de tênis da cidade. Este tradicional clube no bairro de Palermo abriga o Aberto de Buenos Aires e tem um estádio para 5.500 pessoas.

Mais informações

Parque Roca

Dentro do complexo esportivo localizado no sul da cidade, foi construído em 2004 o Estádio Mary Terán de Weiss, um espaço poliesportivo, mas principalmente vinculado ao tênis. Com capacidade para 14.500 espectadores é a sede onde habitualmente se joga a Copa Davis. Também há campos de futebol, tênis, basquete, vôlei, entre outros esportes.

Mais informações

Autódromo Oscar e Juan Gálvez

Neste lugar mais de 20 corridas da Formula 1, motociclismo e Turismo Carretera Nacional (categoria do automobilismo argentino) aconteceram. Foi inaugurado em 1952, durante a presidência de Juan Domingo Perón, que o chamou de autódromo “17 de octubre”, em comemoração a uma simbólica data do partido político. Em 1989, ganhou o nome Oscar Gálvez e em 2005 também incluíram seu irmão Juan. Entre a década de 1940 e 1960, os dois irmãos ganharam 14 títulos de Turismo Carretera.

Mais informações

Luna Park

Para os amantes do boxe, nesta quadra localizada no bairro de San Nicolás encontram um cenário representativo. Por este estádio coberto Carlos Monzón, Ringo Bonavena, Nicolino Locche, Pascual Pérez, entre outros passaram. Conhecido como o “Palácio dos Esportes” foi sede de atos religiosos, políticos, artísticos, esportivos e sociais, como o funeral do cantor Carlos Gardel e o casamento de Diego Maradona.

Mais informações

Passeio da Glória

Partindo pressuposto de que o talento se celebra em vida, um corredor em frente a Reserva Ecológica Costanera Sur homenageia os melhores atletas da Argentina. Manu Ginóbili do basquete, Guillermo Vilas e Gabriela Sabatini do tênis, Lionel Messi do futebol, Fangio do automobilismo e outros tantos se destacam com estátuas similares de imponente tamanho.

Mais informações

Vilarejo Olímpico

Em uma região afastada de Buenos Aires, o antigo Parque de la Ciudad foi refeito para dar espaço a uma das obras urbanas mais grandiosas. Neste local, rodeado de 49 hectares de espaço público, em 2018, os atletas dos Jogos Olímpicos da Juventude viverão. Depois, o Vilarejo se transformará em habitações sociais.

Mais informações

Museus esportivos

A cidade conta com uma oferta interessante de museus temáticos de vários esportes. Abaixo estão os 6 recomendados:

A agenda dos fanáticos:

  • Boca e River jogam habitualmente nos domingos e jogam em casa a cada 15 dias. Às vezes, têm partidas durante os dias de semana.
  • O Campeonato Argentino Aberto de Polo é o torneio mais importante deste esporte, se joga entre novembro e dezembro.
  • A corrida de cavalos, o “Gran Premio Nacional de Palermo” se disputa todos os anos durante o mês de novembro e ali competem os melhores cavalos do ano.